Poluição do ar promove nascimento de bebés de baixo peso

quarta-feira, outubro 23, 2013

A poluição do ar aumenta o risco de nascimento de bebés com baixo peso e perímetro encefálico reduzido, segundo um estudo europeu publicado hoje e em que participaram 74 mil grávidas.

A exposição das grávidas aos poluentes atmosféricos e ao tráfego rodoviário aumenta de forma significativa o risco de atrasos no crescimento do feto a partir de níveis bem mais baixos do que os regulamentados pelas diretivas da União Europeia sobre a qualidade do ar, apontam os autores do estudo publicado na revista especializada The Lancet Respiratory Medicine.

A União Europeia fixou como nível máximo de exposição às partículas finas uma média anual de 25 microgramas por m3.
As partículas finas provêm, entre outras fontes, dos escapes, dos aparelhos de aquecimento e ar condicionado e de atividades industriais.

Por cada aumento de cinco microgramas de partículas finas por m3 sobe 18 por cento o risco de nascimento de bebés com baixo peso, ou seja, menos de 2,5 quilogramas após 37 semanas de gestação.
O baixo peso de um bebé surge também associada a problemas respiratórios na infância e a outras patologias que surgem mais tarde como a diabetes, obesidade ou problemas cardíacos.

Recomendamos a Leitura

0 comentários

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *